Ordenado no dia 21 de dezembro de 2008 - dia do aniversário do fundador da Comunidade Canção Nova, monsenhor Jonas Abib - padre Fabrício Leitão de Andrade tem uma personalidade definida: é objetivo, simples e claro. O brasiliense tem 31 anos e é natural de Planaltina (DF).

“Foram sete anos de preparo para assumir essa missão, por isso espero aprender com o modelo de Cristo e ajudar a Igreja a crescer e evangelizar com o meu sacerdócio”, explicou o sacerdote, diante da sua missão como padre. Fabrício escolheu como lema sacerdotal 'Por Cristo, com Cristo e em Cristo'. Segundo ele, o lema é uma vivência eucarística. “Quero viver por Cristo obediente, com Cristo casto e em Cristo pobre”.

Mensagem do padre Fabrício Leitão no programa "Sorrindo pra Vida" da TV Canção Nova,


a

Padre Fabrício iniciou o grupo de oração meditando a “Parábola do Semeador” (cf. Marcos 4, 3-9; 14-20). Passagem muito conhecida que relata a atitude de um semeador que sai a semear e ao longo do caminho deixa que suas sementes caiam em vários tipos de terreno. Hoje, esta passagem bíblica tem, para nós, gosto de novidade. Deus quer pedir de cada um de nós uma audição de qualidade para a [novidade] acolhermos.

Um número cada vez maior de pessoas se coloca à margem da vida. Em meio aos seus problemas, dificuldades e preocupações, são essas pessoas que ouvem a Palavra. O Senhor também saiu para semear para elas. Outro grupo são as pessoas que recebem com alegria a Boa Nova para sua vida, contudo, são inconstantes no proceder, por isso, não permitem que a Palavra se aprofunde em seu coração. São pessoas que desistem rapidamente do compromisso, não permitindo que os frutos brotem. Há outro grupo de pessoas que têm, em razão de sua história de vida, um coração endurecido, não permitindo que a semente crie raízes. O último grupo é de pessoas que trazem um coração desejoso, fértil e, ao acolherem a semente, permitem que ela brote e gere fruto.

Num primeiro instante, pode nos parecer que essa parábola manifesta uma atitude displicente do semeador que deixa as sementes caírem por todo tipo de terreno; mas, ao contrário daquilo que nos parece, o semeador não olha para o tipo de “terreno” que vai receber suas sementes, mas na força de transformação gerada por elas [sementes]. Ele acredita que elas podem transformar todo terreno em um terreno fértil. Mesmo que seu coração esteja cheio de preocupações, petrificado pelas circunstâncias da vida ou com espinhos de dores e tristezas o semeador acredita que ele poderá ser transformado numa terra fértil se cada um de nós acolhermos, com disposição, a mudança.

O Semeador não se descuidou ao semear. Muitos de nós estivemos também à beira do caminho tomados de preocupação e ainda assim o Semeador [Jesus] fez o trabalho d'Ele. Ele não escolhe em quem semear, mas acredita na força da Palavra em transformar e resgatar a dignidade de Seus filhos. Para isso, basta que cada um de nós acolha com disposição a mudança de vida que Ele deseja nos dar. E uma vez tocados e transformados pela semente – que é a Palavra de Deus – desejamos também anunciar a outros as maravilhas propostas por ela.

Muitos de nós, ao meditarmos essa passagem, procuramos identificar o tipo de terreno que somos. Corremos o risco de pouco a pouco nos excluirmos da graça da Palavra reservada para nós. Contudo, a novidade desse Evangelho não está focado na qualidade da “terra” que poderá receber a semente, mas no valor e no poder de transformação provocado pela semente. Pois por mais adverso que possam ser os terrenos, as sementes vão germinar. Podemos desistir do cultivo da semente ao sermos abatidos por desesperos, tristezas, preocupações, mas ainda que envolvidos por dificuldades, precisamos permanecer no caminho acreditando que o Semeador vai voltar a semear as sementes d'Ele. Jesus acredita em cada um de nós, acredita em cada coração que se mobiliza ao ser tocado pela Palavra.

No carnaval da Canção Nova a novidade acontece não por estarmos por detrás de uma fantasia, mas por termos sido, um dia, resgatados pela Palavra. Por isso, essa obra de Deus não desiste da missão de propagar a semente da Boa Nova. Hoje, através do sistema de comunicação, ela chega a muitos lugares: da simplicidade de um barraco a uma requintada mansão. Acreditamos na transformação de muitos corações, pois acreditamos no poder da Palavra de Deus semeada. Não conhecemos a qualidade dos “terrenos” que acolherão as sementes, mas acreditamos na força da semente que propagamos.

O Senhor quis fazer de você uma “terra boa”; cabe somente a você desejar viver essa transformação. Seja bem-vindo, pois o Senhor, assim como acreditou em cada um de nós, acredita também em você.
Independentemente de onde você venha, seja de um baile de carnaval ou acordado com o coração cheio de preocupação, hoje o Senhor quer lançar no seu interior a vontade d'Ele. Deseje abri-lo [coração] para acolher a vontade do Semeador para sua vida! O Senhor quis que você fosse objeto de Sua graça, basta você acolher. Acredite que, pelo poder da Palavra do Senhor, você terá uma vida nova. Colocando-se aberto ao Senhor e disposto a viver uma vida nova.


Transcrição e adaptação: José Eduardo Moura
Texto retirado o portal clube.cancaonova.com